terça-feira, 11 de novembro de 2014

La Ragazza Mela



"La Ragazza Mela” é o espetáculo da da Companhia Z de Teatro, que tem a trajetória mais singular, passando por diferentes fases em sua construção, desde apenas contação de história falada, como grande espetáculo com vários atores. Em 2009 quando a atriz Luciáh Tavares terminava o Bacharelado em interpretação teatral na UNIRIO (Universidade Federal do estado do Rio de Janeiro) a direção que o espetáculo tomaria foi definida...um trabalho vocal apurado levando as narrativas da cena para o corpo... Sair da ideia de um ator gravador...para chegar a de um ator 3D ...4D ...5D... onde o corpo e a voz servem de apoio para o que será apresentado.

O trabalho minucioso das disciplinas de técnica vocal 3 e 4 empreendidos pela atriz junto a universidade acabaram criando, uma cena, da cena passou para a encenação do conto inteiro...e do conto ao espetáculo...

da voz para corpo...
do corpo de volta para voz...



A trajetória deste desvendar não foi curta, em 2012 a atriz foi diretamente na Itália ter aulas com o mestre russo Gennadi Bogdanov  e com o italiano Claudio Massimo Paternò, no Micro teatro de Perugia e Centro internacional de Biomecânica teatral de Meyerhold, técnica russa de teatro que trabalha exaustivamente o físico do ator. 

E no embalo viajou de norte a sul da Itália pesquisando as mais variadas nuances da cultura italiana... 

"Não colei nada...apenas absorvi!" 

diz a atriz que desde a infância confessa ser uma amante da cultura italiana...e estuda o idioma de Dante há mais de duas décadas. 



A encenação já foi apresentada só em italiano, depois praticamente toda em português, virou bilíngue...e finalmente voltou a ser apresentada em italiano...com a ideia de promover este resgate do idioma junto a comunidades de forte origem italiana..." A Maçã" voltou a ter o título original "La Ragazza Mela".

 Tal espetáculo foi criado a partir do conto  transcrito da literatura oral italiana por Italo Calvino (1923-1985) com adaptação para o teatro de Luciáh Tavares  e Nilo Corrêa.

No papel da Ragazza se revesaram Aline Conceição, Ana Costa e Kauane Truppel.




Hoje definimos a peça como um work in progress, uma obra aberta, como eram também os espetáculo da commedia dell'arte italiana...apenas abrasileiramos, Arlecchino virou Polentino... e a realidade dos reis e rainhas acaba assemelhando-se muito a disputas entre vizinhos de um mesmo apartamento, ou adversários partidários...

...com intrigas, 
...golpes para chegar ao poder, 
        magia para solucionar confusões...

 sem perder a característica farsesca 
        e preservando uma fagulha da magia dos conto de fadas...

é para rir, descontrair...refletir...




a história é simples...


Uma Rainha e um Rei que querem ter um filho até que a rainha dá a luz a uma maçã...

quantos casais hoje buscam a cura, fertilização in vitro e fazem peregrinações na esperança de aumentar a prole...

e é disto...do ato da conepção que acontece a história...que aborda a questão da política da boa vizinhança...onde favores são concedidos...
e tem um criado que serve a dois reinos...

o melhor é que ...todos se divertem independente da idade...




Em 2011 o espetáculo foi levado a diversas comunidades, rurais e de periferia, da grande Florianópolis, e foi incrível ver como muitas vezes, crianças, adultos, jovens, idosos...riam num mesmo ritmo...

e entrar em contato com um texto assim é estar em contato não apenas com a história da peça e com  o idioma, mas sobretudo com a autêntica cultura italiana...

que é mais brasileira do que pode supor nossos pensamentos...


Um espetáculo veramente italiano...

                                 mas extremamente brasileiro!


segunda-feira, 22 de setembro de 2014

Espetáculos em cartaz-2014


A Maçã
La Ragazza Mela



O espetáculo "A Maçã" ( La Ragazza Mela) segue apresentando-se pelas escolas e comunidades da grande Florianópolis/SC.

"A Maçã" é uma adaptação de um conto popular italiano recolhido da literatura oral italiana por Italo Calvino e traduzido e adaptado para o teatro por Luciáh Tavares. 
Em 2011 realizou uma bateria de apresentações através do PROJETO RECICLANDO HISTÓRIAS, aprovado pelo lei de incentivo a cultura de Santa Catarina ( FUNCULTURAL). 
O espetáculo que narra a história de uma Rainha que desejava muito ter um filho e acabou dando a luz a uma maçã, tem um tom farsesco e tem o trabalho atorial apoiado em princípios da
commedia dell'arte gênero teatral italiano que surgiu com os atores mambembes do século XV-XVI e no trabalho das caixas de ressonância.
É  um conto de fadas mas com boas trapalhadas do criado Polentino, uma versão abrasileirada do Arlecchino da commedia dell'arte

É encenado também em italiano e de maneira bilíngue, para comunidades de descendência italiana e estudantes da língua de Dante.

O Cavalo Trô-Lô-Ló



SINOPSE

É a história de um cavalo que desde pequenino sonha em voar. A busca perseverante por tornar real este sonho o leva a encontrar inusitados e fantásticos seres.
Uma jornada envolvente, singela e poética.


Um texto de Luciáh Tavares        Direção: Nilo Corrêa

Público alvo:
crianças de 3 a 10 anos



"É SOPA!!!"

“É SOPA!!! ”, é um espetáculo que mescla três estórias oriundas de diferentes países: “Sopa de Pedra” (Portugal),“Sopa de Letrinhas” (França) e “Nabo Gigante” (do russo Aleksei Tolstoy). Uma característica comum reúne as três estórias, todas contam com uma sopa, seja como desfecho da narrativa, como elemento mágico ou como forma de ludibriar e testar as pessoas. O ponto de partida para esta sopa de estórias e etnias é a fome de uma das personagens que mergulha de forma lúdica num programa de culinária. A linguagem utilizada para dar vida a estas estórias, vai desde o universo da animação, com personagens que parecem ter saltado das telas da TV ou do computador, até personagens farsescos, clássicos e rudimentares.
Pouco a pouco os espectadores são inseridos em diferentes narrativas. Com dois atores e quatorze personagens o eixo temático principal do espetáculo é a alimentação. Afinal estamos falando de sopa, mas a peça também aborda a importância do estudo e a solidariedade.O espetáculo não acontece de forma linear, mas de forma fragmentada, com janelas que se abrem para diferentes temas, Como ingredientes, que vão se agregando para tornar o desenrolar da peça nutritivo, saboroso e inusitado como cabe a uma boa sopa !!!
Com dramaturgia de Luciáh Tavares, que também atua ao lado de Nilo Corrêa que assina a direção do espetáculo.
O espetáculo estreou em outubro de 2009 e de lá para cá já apresentou-se em vários municípios: Brusque, Nova Trento, Bombinhas, Tijucas, Governador Celso Ramos,  São José, Florianópolis, entre outros.

Cadê a história que estava aqui?
Já é mais que um espetáculo para a Cia Z de Teatro é praticamente um membro vital
da companhia. 
O espetáculo desenvolvido a partir da parlenda 
"Cadê o toucinho que estava aqui?'
percorre por várias instâncias 
e em ações diversas com personagens citados na brincadeira popular 
como o gato, o boi , o padre, a galinha 
entre outros 
e agrada um público mais amplo que de 8 a 80.
Alcança crianças de 0 a pessoas com 101 anos...
talvez seja mais...mas ao dos mais de dez anos que está em cartaz o limite de nosso público tem sido este da primeira infância até o final da vida...


Histórias da Prima Vera

Diante de uma tela branca de uma manhã de primavera o pintor Domenico relembra as histórias de sua querida prima Vera...
Com a lembrança...aparece a prima, a cor e as histórias...
É um espetáculo com textos e histórias ligados a primavera, e pode ser apresentado tanto para platéias infantis como 
para platéias adultas.
Ainda não o definimos como espetáculo teatral, mas como uma reunião onírica e primaveril de histórias incríveis como flores...
mágicas como as cores na tela de um pintor...

sábado, 25 de janeiro de 2014

RETROSPECTIVA 2013

Espetáculo O Cavalo Trô-Lô-Ló da Cia Z de Teatro realizou 31(trinta e uma) apresentações em 2013.

Para Cia Z de teatro a grata surpresa de 2013 foi o espetáculo “ O Cavalo Trô-Lô-Ló”, espetáculo voltado sobretudo a educação infantil.

“Foram 31 apresentações a maioria delas realizadas nos CEI’s (Centro de educação infantil) de São José e creches e NEI’s (Núcleo de educação infantil) de Florianópolis, além de apresentações para escolas de educação infantil da rede particular de ensino.”  Diz o ator e diretor Nilo Corrêa.

O espetáculo além de ser  apresentado em Florianópolis  também foi levado a Sâo José e Biguaçu.
Segundo palavras da atriz e dramaturga Luciáh Tavares:

 “ O que surpreende não é a quantidade de apresentações, até porque 31(trinta e uma) apresentações não é um número tão grande assim, mas a que público estas apresentações foram oferecidas, uma faixa etária onde os espetáculos teatrais praticamente inexistem e em geral resumem-se apenas a reprodução de uma cultura de massa decadente."


Embora  este tenha sido o espetáculo da Cia Z de teatro que mais fez apresentações em 2013 outros 5(cinco)espetáculos e uma contação de história foram levados a cena, circulando em escolas e salas de espetáculo alternativas da região da grande Florianópolis. 
Espetáculo "A Verdadeira história do Coelhinho da Páscoa" volta a cena em abril de 2014.

Em março “A verdadeira história do coelhinho da páscoa” espetáculo de páscoa fez 3(três) sessões em escolas da rede particular de Biguaçu.
O diretor da Cia Z  lamenta que o espetáculo  restrinja-se apenas ao período de páscoa: 

“ É frustrante montar um espetáculo, ensaiar e fazer poucas apresentações.” 

E de antemão já diz que em abril de 2014 quer colocá-la de volta no palco.
  
O já clássico “Cadê a história que estava aqui” que segue circulando mesmo depois de mais de dez anos de sua estréia, fez 10(dez) sessões ao longo do ano, tendo sido apresentado além de Florianópolis em São José, Palhoça e Antônio Carlos.

“Cadê a história... agrada a todas as idades, vai muito além dos 8 aos 80. A prova disto é que no ano que passou tivemos no público até uma senhora de 101 anos.”

 O ator e diretor Nilo Corrêa, Dona Anna, espectadora de 101 anos, a atriz Luciáh Tavares e a presidente da associação do Siri, onde o espetáculo "Cadê a história que estava aqui..." foi apresentado em outubro.

Corrêa informa que não foram poucas as vezes que o espetáculo tem sido solicitado por parte de educadores que já os assistiram em outras ocasiões e instituições.

Luciáh diz :

 “Às vezes acho que deveríamos  parar de apresentá-lo...e isto até já ocorreu em 2008 e 2009 quando dissemos a nós mesmo que bastava, mas aí alguém liga solicitando uma apresentação e lá vamos nós...”

Em 2013 o espetáculo em questão foi apresentado até em jantar do dia dos namorados, comenta o diretor Nilo Corrêa em meio a risos.

“ ...num  condomínio de São José...enquanto os pais jantavam os seus filhos assistiram a peça. Alguns pais deram uma escapada do jantar para ir lá assistir, sem dúvidas uma experiência única.”  

Espetáculo "O Proprietário" realizou 8 apresentações para público adolescente de escolas públicas.

Mas não  são só espetáculos infantis que tem espaço na agenda da Cia Z de Teatro, em 2013 o espetáculo “O Proprietário” fez 8(oito) apresentações em escolas de São José e Biguaçu.

“Numa das escolas de São José quando voltamos para apresentar o espetáculo infantil ‘A Maçã’ alguns alunos adolescentes, do segundo ciclo do fundamental, que já haviam assistido ao espetáculo " O Proprietário" fizeram questão de  assistir ao espetáculo infantil também, mesmo sabendo que a peça era voltada apenas para o primeiro ciclo. Isto prova que o público adolescente não é resistente ao teatro, mas sim que faltam opções. É um hábito que precisa ser treinado, um gosto a ser cultivado.” 

diz o diretor Corrêa.

"A Maçã",  fez apresentações em São José e Florianópolis.

O trabalho de 2013 não parou por aí foram levados a cena ainda o espetáculo “ A Maçã” ( La Ragazza Mela), que realizou 5(cinco) apresentações em escolas de São José e Florianópolis.

 “É Sopa!!!” que estava parado desde 2011 voltou a ativa, tendo feito 4(quatro) sessões para CEI’s de São José.

Os atores do espetáculo em CEI de São José com um público mais do que especial, após uma das apresentações do espetáculo "É Sopa!!!" 

Além desta maratona com os espetáculos a Cia Z fez  no dia do índio, duas contações de história da lenda indígena “A Oca de mandi”  e desde setembro esteve envolvida com oficinas teatrais para crianças do Projeto Mais Educação em Florianópolis.


A Oca de Mandí, lenda indígena da mandioca, foi apresentada em alusão a semana do livro infantil e pelo dia do índio.

Segundo a atriz Luciáh Tavares: 

“As aulas de teatro tem sido um aprendizado e tanto, é preciso muita agilidade para trabalhar com as crianças de agora, o pensamento delas é rápido, pois estão inseridas num mundo tecnológico onde a informação é imediata. O trabalho tem sido baseado na consciência corporal.”

As aulas de teatro de Luciáh Tavares que buscam sobretudo desenvolver a consciência corporal e o trabalho em grupo.


RAIO X...ou seria RAIO Z

Para finalizar uma radiografia de 2013: foram 63(sessenta e três) apresentações, 6(seis) espetáculos diferentes -sendo 5 deles voltados ao público infantil e 1(um) ao público adolescente e adulto. Somados a contação de histórias e a duas turmas nas oficinas de teatro.
Alcançando 5(cinco) cidades:
  •   São José- 35(trinta e cinco)  apresentações;
  • Florianópolis-17(dezessete) apresentações;
  • Biguaçu- com 8 apresentações;
  •  Antônio Carlos- 2(duas) apresentações;
  •  Palhoça-1(uma) apresentação.

 Além dos ensaios constantes dos espetáculos novos, como “Tutto a posto”, voltado exclusivamente ao público adulto  e que estréia em 2014.

Quanto aos trabalhos de 2014 a Cia Z informa que já está trabalhando desde 7 de janeiro...com oficinas na capital e já realizou a primeira apresentação do ano no último dia 22 de janeiro...mas prefere contar os feitos de 2014 numa próxima postagem!

Aplausos pelo ano que passou e aplausos para 2014...

Que hajam bons motivos para seguir gritando:

VIVA o TEATRO!!! 


terça-feira, 30 de abril de 2013

O Cavalo Trô-lô-lÓ




SINOPSE

É a história de um cavalo que desde pequenino sonha em voar. A busca perseverante por tornar real este sonho o leva a encontrar inusitados e fantásticos seres.
Uma jornada envolvente, singela e poética.


Um texto de Luciáh Tavares        Direção: Nilo Corrêa

Público alvo:
crianças de 3 a 10 anos



O Texto
Foi escrito pela atriz Luciáh Tavares em maio de 2009. Teve sua estréia no espaço Tunga Tonga(Ipanema) na cidade do Rio de Janeiro/RJ. Mesmo espaço onde cumpriu a primeira temporada que era voltada a pequenos grupos.  Desde esta época havia o desejo de trazer o espetáculo para o palco. No início de 2013 através de laboratórios teatrais o texto foi reelaborado e reescrito para ganhar palcos maiores, mas sem perder a sua essência inicial. Luciáh Tavares possui em seu currículo mais de vinte textos teatrais a maioria destes ao público infantil e adolescente entre eles podemos destacar: “Cadê a história que estava aqui?”, “É Sopa!!!” , “A Geringonça da Fantasia” e “Conflitos”.



A Montagem
O espetáculo em questão segue a linha do teatro infantil contemporâneo: a narrativa mesclada a diálogos. Elementos do teatro de animação interagindo com atores que interpretam as personagens.  Inspirada sempre na proposta que a companhia Z de teatro vem buscando ao longo dos anos, que é a de inserir em suas temáticas textos que, além de estimular a imaginação, o lado lúdico, também prestam-se a ser didáticos, sem o compromisso de fazer do teatro um reprodutor de lições de moral e sim de estimular  o pensar através de suas múltiplas inteligências.


“Eu preciso que você corra cavalinho...
ou melhor
voe!
Voe, meu cavalo...
Voe que eu sou um Rei
 e como Rei preciso dar um bom exemplo
não posso me atrasar..."

domingo, 31 de março de 2013

FELIZ PÁSCOA


A Semana mais doce do ano foi de imensa alegria para nós da Cia Z de Teatro que através do espetáculo "A Verdadeira história do Coelhinho da Páscoa", pudemos trazer um pouco de reflexão sobre a páscoa contando a história do coelho mais amado e famoso de todos os tempos. 
Antes da Páscoa ser tornar-se cristã a figura do coelho e dos ovos já era associada a festa das colheitas que ocorriam neste período(início da primavera no hemisfério norte). 
Na história são esclarecidas algumas perguntas que sempre nos fazemos, como o motivo do coelho entregar ovos e deles terem sabor de chocolate. 


Com uma narrativa que vai envolvendo o espectador pouco a pouco na história que se passa na floresta e num galinheiro. Com texto de Luciáh Tavares, o espetáculo foi escrito em 2001 e teve sua estréia em 2005. 
E este ano retornou remodelado. 

A peça tem como pano de fundo a história do coelho que está desempregado...e acaba sendo contratado pela Lobo encomendas expressas...Uma empresa nova na floresta...
Muita confusão acontece, inclusive uma terrível crise mundial de ovos, até Dona Galinha e Seu Coelho começarem a trabalhar juntos em prol da fraternidade de páscoa... expandindo suas cestas e entregas aos mais diversos lugares e animais...com ovos dos mais variados sabores.


A única coisa a lamentar é que a peça tem vida rápida...e sua temporada passa meteórica, na rapidez de um coelho de páscoa em suas entregas, 
mas tem o sabor dos melhores chocolates...
serve para passar a mensagem e comemorar o momento 
de renascimento de uma festa milenar...
e antes de qualquer coisa 
serve para fazer do teatro um instrumento para alimentar a alma...
mais ou menos como os chocolates fazem neste período! 
E traz em si o nosso desejo de dizer ao público 

FELIZ PÁSCOA!!!

e

 VIVA O TEATRO

em todas as instâncias 
                               em todos os sabores
       em todos os lugares!!!






quarta-feira, 26 de dezembro de 2012

Retrospectiva 2012

O Natal já passou e chegou a hora de olhar para trás e analisar o que foi empreedido ao longo do ano.
Mesmo sendo um ano em que não contamos com verbas públicas para executação de nossos projetos, não deixamos de atuar nas comunidades escolares da Grande Florianópolis. Nossa área de abrangência restringiu-se aos municípios de São José, Biguaçu, Palhoça e Florianópolis.
 O espetáculo carro chefe do ano a exemplo de anos anteriores, foi o "Cadê a história que estava aqui?",

"Cadê a história que estava aqui?"- em escola de São José/SC.

A peça que já realizou mais de 300( Trezentas ) apresentações pelos estados de Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Paraná e Rio de Janeiro, segue firme e forte em sua trajetória.  das 33( trinta e três) apresentações que realizou em 2012 , 29 (vinte e nove) delas foram na cidade de São José/SC, nas mais diversas escolas, através do Projeto Teatro nas Comunidades que a Cia Z desenvolve desde 2007. 

Ainda que o montante de apresentações tenha se reduzido muito, Biguaçu/SC, cidade que a Cia Z de Teatro está sediada desde 1999, recebeu 8 (oito) apresentações, com 4 (quatro) espetáculos diferentes. 



Espetáculo "João Preguiça"foi levado ao Sindicato Rural em 8 de abril de 2012
para alunos da Rede estadual. 


O ano de trabalho iniciou e terminou em Biguaçu/SC, e foi a única cidade que recebeu o novo espetáculo da Cia Z, "João Preguiça", que foi apresentado em março no Sindicato Rural e certamente retorna em 2013.

"A Maçã", "Cadê a história que estava aqui?" e  "O Proprietário" também circularam em escolas da cidade em que ainda não haviam sido levadas.




O personagem Polentino do espetáculo "A Maçã"( La Ragazza Mela) sempre querido pelas crianças. Em dois momentos de 2012, (acima) na primeira apresentação do ano no CEI Conhecimento em 15 de março e abaixo no dia 8 de abril no CE Nova Geração, escola que  assiste aos espetáculos da Cia Z desde 1998. 


Ainda que o público infantil em idade escolar seja o forte da Companhia, em setembro a Z , como aconteceu também no ano de 2011, realizou espetáculo voltado a empresas. Desta vez "Os Seguranças da segurança 'y de otras cositas más'" com temática que aborda o Housekeeping, a importância dos 5 S's para organização de uma empresa.
"Os Seguranças da segurança do trabalho 'y de otras cositas más' " 
em São José/SC, na empresa de concretos Cassol, pela segunda vez na SIPAT ( Semana Interna de prevenção de Acidentes de Trabalho) da empresa.

Como não podia deixar de ser a Semana da Criança aconteceu no melhor estilo em diferentes escolas e centros de educação infantil. É uma tradição da Cia Z realizar a semana da criança desde sua fundação em 1986 ainda na cidade de Pelotas/RS o Projeto vem sendo executado, algumas vezes em teatros, outras nas comunidades. Este ano ocorreu unicamente dentro de escolas. 

Público atento ao espetáculo "A Maçã"num dos tantos Centros de educação infantil de São José/SC.

Público e atores na maior confraternização ao final de um dos espetáculos 
da Semana da Criança da Cia Z, em São José/SC.

Na cidade de Florianópolis/SC a Cia Z de teatro desenvolveu importantes atividades no mês de novembro, a oficina da atriz Luciáh Tavares "O Cotidiano e o Cênico no corpo do ator", entre os dias 12 e 14 de novembro, no SESC Prainha, como contrapartida do Programa de Difusão e intercâmbio cultural do Ministério da Cultura, que propiciou a ida da atriz a Perugia na Itália para realizar curso de Formação junto ao Centro Internazionale di Studi di Biomeccanica di Meyerhold, com o mestre russo Gennadi Bogdanov. A  Cia Z de teatro apoiou  em toda a produção e divulgação do evento.No dia 18 de novembro, também na capital, apresentou o espetáculo "A Maçã"( La Ragazza Mela) no SESC Cacupé.

A atriz Luciáh Tavares durante a  oficina "O Cotidiano e o Cênico no corpo do ator", que ministrou no SESC Prainha, em Florianópolis/SC  em novembro. 



A atriz Luciáh Tavares, Caroline Serafim (iluminação), Nilo Corrêa ( ator e diretor) e a atriz Ana Paula Costa, após espetáculo "A Maçã"( La Ragazza Mela) no SESC Cacupé em Florianópolis/SC.

Em novembro a Cia Z apresentou-se também na cidade de Palhoça/SC, tendo realizado 5(cinco) apresentações, com 3 (três) espetáculos diferentes. 
"Cadê a história que estava aqui?", "O Proprietário"e "A Maçã". 


"O Proprietário" foi levado a alunos do ensino fundamental e médio
 em escolas de Biguaçu/SC, Palhoça/SC e São José/SC.


Foram um total de 51 ( cinquenta e uma) apresentações ao longo do ano,
 5 (cinco) espetáculos diferentes e
uma oficina.
Levados a 4(quatro) municípios.

 Com 3 (três) projetos principais:
"Teatro nas Comunidades",
"Teatro Empresa"
e "Semana da Criança". 

Mais uma ano de aprendizado em nossa trajetória...
onde o apoio de dirigentes de instituições de ensino foi essencial.

Nossa missão ainda está calcada, sobretudo, no ato de propiciar um teatro integrado a educação, desde a mais tenra idade, mas também em propiciar  a pessoas que em geral não teriam acesso arte teatral.

Agradecemos a tudo e a todos que,
direta ou indiretamente,
 fizeram parte desta trajetória.

Desejamos um 2013 repleto de arte,
 muito teatro...
acreditando que o mundo realmente acabou ...
e que no ano que começa
a arte seja cada vez mais reconhecida como essencial ao desenvolvimento,
tanto quanto o alimento o é para o  corpo...
...e que nós da Cia Z de teatro,
e os artistas de todas as nações 
possam ter seu espaço, 
o merecido apoio, 
o devido respeito,
para nutrir a mente e os corações do público. 

OS MERECIDOS APLAUSOS 
2012
&
que ABRAM-SE as CORTINAS 
de 
2013
com 
GRANDE ESTILO...

Para que sempre possamos dizer 
(com tanto entusiasmo):

VIVA O TEATRO!!!


sexta-feira, 30 de novembro de 2012

Atividades de Novembro- 2012


Elenco do espetáculo "A Maçã"( La Ragazza Mela) após apresentação no SESC Cacupé em Florianópolis/SC no dia 18 de novembro de 2012. 
Da esquerda para direita: Ana Paula Costa, Luciáh Tavares e Nilo Corrêa


          O agito do mês da criança este ano estendeu-se ao mês de novembro e superou as expectativas. Inúmeras foram as atividades da Cia Z de Teatro pela grande Florianópolis. Foram realizadas 12(doze) apresentações com 3( três) espetáculo diferentes. E estivemos presentes também, dando o maior apoio, as oficinas da atriz Luciáh Tavares através da contrapartida do Programa de Difusão e Intercâmbio Cultural  do MINC. Confira abaixo alguns deste momentos:



  • 7/11/2012-10h  "O Proprietário"- Escola Maria Eloísa- Biguaçu/SC
  • 8/11/2012-14h- "O Proprietário"- CEM São Luis- São José/SC
  • 8/11/2012-16h- "O Proprietário"- Escola Maria Hortência- São José/SC
  • 9/11/2012-14h30'-  "A Maçã"- CEI Minervina - São José/SC
De 12 a 14 das 9h as 13h Luciáh Tavares ministrou a oficina "O Cotidiano e o Cênico no corpo do ator"no SESC Prainha em Florianópolis/SC

De 12 a 14 das 9h as 13h Luciáh Tavares ministrou gratuitamente a oficina "O Cotidiano e o Cênico no corpo do ator", no SESC Prainha em Florianópolis/SC, como contrapartida do Programa de Intercâmbio e Difusão Cultural do MINC, que propriciou sua ida ao Centro Internazionale di Studi di Biomeccanica Teatrale di Meyerhold em Perugia/Itália, para fazer um curso de formação com o russo Gennadi Bogdanov.

Espetáculo "Cadê a história que estava aqui?", 
dia 22 de novembro de 2012, 
Escola João Silveira, Palhoça/SC



  • 13/11/2012- 15h30'- "Cadê a história que estava aqui?" CEI São Luis - São José/SC
  • 14/11/2012- 15h30'- "Cadê a história que estava aqui?" Creche Santa Bárbara- São José/SC
  • 18/11/2012-16h - "A Maçã"- SESC Cacupé- Florianópolis/SC
  • 22/11/2012-9h15' e 14h15'- "Cadê a história que estava aqui?"- Escola João Silveira- Palhoça/SC
  • 23/11/2012- 9h15' e 14h15-O Proprietário- Escola João Silveira- Palhoça/SC
  • 29/11/2012- 14h30'- "A Maçã"- Centro Comunitário Ponte do Imaruin- Palhoça/SC





Luciáh Tavares e Nilo Corrêa em cena no espetáculo 
"O Proprietário"
que aconteceu  no dia 23 de novembro de 2012 
na Escola João Silveira em Palhoça/SC.

...



Que a energia do mês de novembro estenda-se para o próximo mês, para o próximo ano... para depois do fim do mundo
e que possamos seguir dizendo
em alto e bom som 



VIVA O TEATRO!!!



quarta-feira, 31 de outubro de 2012

Retratos do Mês das Crianças



Não é novidade que outubro sempre é e sempre foi um mês de muito trabalho em especial pela nossa dedicação ao teatro infantil. Entre tantas atividades registramos aqui um pouco de imagens deste mês que termina hoje e que foi tão delicioso, pois ao término sempre fica aquele gostinho de quero mais. 


"A Maçã"-( La Ragazza Mela ) 
CEI São Judas Tadeu 
São José/SC 

Com a criançada após espetáculo 
"A Maçã"( La Ragazza Mela) 
São José/SC

E a criançada se divertiu ao final reproduzindo o espetáculo 
"A Maçã"( La Ragazza Mela) 
São José/SC


Colônia Santana
São José/SC
A atriz Luciáh Tavares com crianças do público 
após espetáculo na Colônia Santana em
São José/SC


O ator Nilo Corrêa recebendo o carinho do público 
após espetáculo 
"Cadê a história que estava aqui?"
CEM São Luis
São José/SC


"Cadê a história que estava aqui? "
Escola Maria Hortênsia 
São José/SC


Nilo Corrêa como o Padre Antônio, na cena  do casamento 
em que o público participa do espetáculo
"Cadê a história que estava aqui? "
Escola Maria Hortênsia 
São José/SC


CEM Maria Hortênsia 
São José/SC

---

VIVA AS CRIANÇAS!!!

E VIVA TEATRO!!!